Já estão à venda os novos cartões-postais Resende de ORo

quarta-feira, 30 de abril de 2008

Para Woody Allen, a vida é trágica


Cineasta expõe sua "visão sombria e pessimista" sobre a condição humana e conta que o assassinato é um ato dramático que o "interessa muitíssimo"

Da Folha Online

Aos 72, Woody Allen lança "O Sonho de Cassandra", que estréia hoje no Brasil, reclamando de Hollywood, da velhice, da crítica e até de seus filmes... Em entrevista a Bruno Lester, da International Feature Agency, nega que seja um "intelectual": "Não me interesso por livros complicados". Allen comenta ainda o lado trágico de "Cassandra", em que Ewan McGregor e Colin Farrell vivem irmãos endividados que recebem proposta para cometer um crime.

PERGUNTA - Do que trata "O Sonho de Cassandra"?
WOODY ALLEN - É simplesmente a história de alguns jovens muito simpáticos que se envolvem numa situação trágica, em função de suas fraquezas e ambições. A intenção deles é boa. Eles foram educados com decência, mas os acontecimentos e seus próprios atos os conduzem a um final trágico.

PERGUNTA - Como "Crimes e Pecados", é sobre morte e culpa.
ALLEN - Sempre me interessei pelo assassinato e pelo lado sombrio do drama e da tragédia. O assassinato é uma das ferramentas que dramaturgos e cineastas vêm usando há séculos para elucidar o que querem mostrar, quer fossem tragédias gregas, Shakespeare ou, mais adiante, os suicídios nas peças de Arthur Miller. Tirar a vida é um ato muito dramático e que me interessa muitíssimo.

PERGUNTA - Fazia algum tempo que você não criava um drama.
ALLEN - Acontece que meus pontos fortes mais evidentes sempre foram cômicos, mas eu sempre quis ser um escritor trágico - escritor de materiais trágicos. Finalmente, agora que estou ficando mais velho, estou tendo a chance de fazê-lo.

PERGUNTA - Você disse uma vez que a vida é "uma experiência bastante trágica".
ALLEN - Sempre senti que a vida é uma confusão muito grande. Tenho uma visão sombria e pessimista da vida e da fé do homem, da condição humana. Mas acho que há alguns oásis extremamente divertidos no meio dessa miragem. Há momentos de prazer e momentos que são divertidos, mas, basicamente, a vida é trágica.

Para ler a entrevista completa, clique aqui.

Share

Nova dupla em Hollywood


Quem serão esses caras?


Rodrigo Santoro e... quem?


Ah, o chato do Jim Carrey!

Os atores Rodrigo Santoro e Jim "Careteiro" Carrey gravam cena de "I Love You Phillip Morris", em Miami. No filme - baseado em romance de mesmo nome do jornalista Steven McVicker -, Jim "Careteiro" Carrey faz um prisioneiro gay que se apaixona por um colega de cela. (Ué - pergunta o RA -, mas essa não é a história de "O Beijo da Mulher-Aranha"?)

Fotos Grosby Group publicadas no UOL Celebridades.

Marcadores: ,

Share

Musa Sharapova prestigia o aniversário do RA


Quem esteve ontem em Resende foi a tenista russa Maria Sharapova. A beldade chegou por volta das 20 horas em meio a uma violenta tempestade de vento que deixou as ruas da cidade praticamente vazias. Por isso, ninguém viu quando ela desceu da van que a trouxe do Rio de Janeiro, direto do aeroporto Santos Dumont, onde aterrisou o seu jatinho particular.

Sharapova veio a Resende especialmente para a festa de aniversário do RA, do qual ela é musa vitalícia. Durante três horas (ela retornou ao Rio de Janeiro às 23 horas), a tenista nº 3 do mundo comemorou intensamente os três anos do Resende Afora. Sua única exigência foi não tirar fotos com as pessoas presentes, já que ela veio de Nova York - onde havia acabado de participar do programa do David Letterman - escondida do pai, que todos sabem, é uma fera!

No mais, a musa se esbaldou com as músicas da Ivete Sangalo, tomou muita caipirinha (de vodka, naturalmente) e, no final, misturando russo, inglês e espanhol, prometeu voltar brevemente ao Brasil para conhecer uma favela carioca e aprender a sambar. Valeu, Maria! Contamos com você no próximo aniversário do RA.

Share

terça-feira, 29 de abril de 2008

O tempo passa, o tempo voa...

Share

Da nova série "Verdades Verdadeiras"


Charge do grande Angeli na Folha Online

Share

Filme de Meirelles abrirá o Festival de Cannes


Acabei de ver no UOL Cinema:

O blog da revista "Le Film Français" divulgou nota na noite de ontem dizendo que "Blindness - Ensaio Sobre a Cegueira", do brasileiro Fernando Meirelles, será o filme de abertura do 61º Festival de Cannes, que se realiza de 14 a 25 de maio.

Com roteiro de Don McKellar, o filme é a adaptação para o cinema do romance "Ensaio Sobre a Cegueira", do escritor português José Saramago. No elenco, Mark Ruffallo, Julianne Moore, Danny Glover e Alice Braga. A estréia mundial acontece no outono americano.

Share

Escuridão inspirou novo filme de Almodóvar


A protagonista Penélope Cruz experimenta diferentes penteados

Publicado no UOL Cinema

O cineasta espanhol Pedro Almodóvar conta em entrevista a uma revista italiana de cinema como conseguiu tirar proveito de seus males para criar um novo filme. De seus freqüentes ataques de dor de cabeça e de fotofobia (sensibilidade à luz), o diretor tirou a inspiração para "Los Abrazos Rotos".

"Vivi por meses como prisioneiro de um quarto escuro: não podia acender a luz, nem ver DVD's ou escrever usando o computador. Um verdadeiro paradoxo para um diretor que ama as cores acesas e vivas em meio aos refletores", contou Almodóvar à revista "Ciak".

O diretor espanhol conta que só podia fantasiar e, assim, concebeu seu novo filme ("Los Abrazos Rotos"), "sem nenhum elemento autobiográfico, nenhuma dor de cabeça nem intensas terapias neurológicas" - como aconteceu com ele.

"É, na verdade, um filme romântico de amor e de traições dolorosas, em que a escuridão terá um papel determinante para a protagonista Penélope Cruz", continuou.

No filme, Penélope vive uma dupla vida, como mulher da dor, morena, sofrida, mas também como uma moça espirituosa, popular e bonita.

Dica do RA: Para saber mais sobre o filme e sobre o próprio Almodóvar, visite o seu blog.

Share

segunda-feira, 28 de abril de 2008

Depois de calote, pedreiro quebra tudo


Esta matéria publicada no G1 é muito boa:

O empreiteiro Neil Gray, de 44 anos, levou uma semana para erguer uma estufa de plantas e um pórtico de entrada na casa de Anita Dovey na cidade de Shoreham (Inglaterra). Isso foi às vésperas do Natal. Como até a semana passada Anita ainda não havia acertado as contas, Gray decidiu pôr tudo abaixo.

Segundo reportagem publicada pelo "Daily Mail", o preço combinado foi de 15 mil libras (quase R$ 50 mil). Anita marcava o dia para pagar, mas não cumpria a promessa. Segundo Gray, a mulher chegou a mentir para evitar pagar pelo serviço. Ela chegou a dizer que o marido tinha morrido, apesar de ele continuar vivo e morando com ela na casa da discórdia - que tem três quartos e é alugada.

Cansado de esperar pelo pagamento que não vinha nunca, Gray mandou seus empregados demolirem o pórtico a marretadas. A obra veio abaixo em questão de minutos. A estufa foi desmontada e levada de volta. "Preferi fazer isso a deixá-la se aproveitar de graça do fruto do meu trabalho. Não vou ser feito de otário por ninguém."

Share

domingo, 27 de abril de 2008

Jabá do RA

Sei não, mas se você gosta de fotografia, meu outro endereço pode lhe agradar. Acho mesmo que não custa nada fazer uma visita sem compromisso, assim como quem não quer nada. O máximo que pode acontecer é você não gostar do ambiente e voltar correndo para cá - o que, devo admitir, é bom também!

Vamos lá, então? Clique aqui e faça uma boa viagem.

Share

Terremoto em Sampa já virou rotina

Notícia do Portal G1:

Pelo menos dois bairros de São Paulo - Perdizes e Centro - sentiram no início da noite de hoje um tremor de terra. Equipamentos na Universidade de Brasília (UnB) registraram o evento por volta das 19h15, segundo o coordenador do Observatório Sismológico, Jorge Sand.

Share

Último domingo para declarar o IR


Publicado no Millôr Online

Share

Tédio domina a Fórmula Um


Kimi Raikkönen em primeiro e Massa em segundo (Foto AFP)

Infelizmente, a verdade é esta: depois que o Schumacher se aposentou, o pouco de adrenalina que ainda restava nas corridas de F1 - principalmente depois da morte do Senna - foi para os boxes. Sim, porque na pista mesmo, o que acontece é só um desfile de carros em alta velocidade, um atrás do outro, volta após volta, do início ao fim da prova.

Com o Schumacher havia, pelo menos, a motivação de torcer contra ele. Agora, torcer contra ou a favor de quem? Do Massa? Sinceramente, um piloto que lambeu as botas do alemão durante tanto tempo não merece o meu respeito. Barrichello? Sem comentários. Nelsinho Piquet? Depois do que aconteceu hoje, acho que ele só continua na Renault até o final da temporada por causa do prestígio do pai.

O único piloto da atual F1 que ainda desperta algum interesse é Lewis Hamilton, que parece não ter muitas chances contra os carros da Ferrari em 2008. Por tudo isso, adotei um novo esquema para este ano: vejo o início da transmissão (imagens do autódromo, dos carros e dos pilotos no grid), a largada, as duas ou três primeiras voltas e, depois, vou para o computador xeretar a internet e trabalhar.

De meia em meia hora, dou uma olhada na televisão para conferir as posições dos carros na pista e, no final, vejo a bandeirada e o pódio. Dessa maneira, não perco meu tempo e, também, não escuto o chato do Galvão Bueno repetir sempre as mesmas histórias e os mesmos comentários.

Correção do RA: Na postagem original eu troquei a Renault pela Williams quando citei o Nelsinho Piquet. Na verdade, quem correu pela Williams foi o pai, Nelson Piquet, que, por sinal, deve estar muito preocupado com o futuro profissional do filho, depois das lambanças de hoje.

Share

sábado, 26 de abril de 2008

Graaaaannnnde Mike Tyson!


Foto do mavrixonline publicada no Daily Mail

Visto primeiro no Querido Leitor.

Share

O ano em que a bossa acabou

Crônica de Nelson Motta, via e-mail

Há 50 anos, um cantor, uma canção e um disco mudavam a história da música brasileira: com a revolucionária gravação de "Chega de saudade", João Gilberto dava forma e conteúdo à bossa nova, inventando um novo ritmo e uma nova forma de cantar e tocar violão. O resto é história, que, como um rio de muitos afluentes, deságua no mar de nossa memória pessoal e coletiva.

Com o sucesso de João, se revelavam a maestria de Antonio Carlos Jobim e o talento dos jovens compositores que criavam a nova música. De 1959 a 1962, João Gilberto lançou três LPs históricos e a bossa nova virou moda. Os jovens enchiam as academias de violão para aprender a nova batida e as músicas que seriam a trilha sonora dos Anos JK.

Todos queriam embarcar no bonde do sucesso. A publicidade e a imprensa adoraram o rótulo. JK foi chamado, com justiça, de presidente bossa nova. Surgiram o carro bossa nova, o apartamento bossa nova, o terno bossa nova, com um paletó e duas calças.

Tudo virou bossa nova no Brasil provinciano. Velhos cantores da Rádio Nacional gravavam bossa nova para tentar surfar na onda do sucesso. Até Vicente Celestino lançou sua versão, operística e bombástica, da prosaica "O pato", que o minimalismo de João Gilberto havia transformado em clássico.

Em busca da reciclagem redentora, tudo que havia de mais velho se dizia bossa nova. Quando até a antiga UDN, denuncista e golpista, tinha a sua "bancada bossa nova" na Câmara, era o sinal final de que a bossa nova tinha acabado no Brasil.

Em 1962, ninguém queria mais saber dela por aqui, a nova geração engendrava a futura MPB, o país fervia com Jango e Brizola. Mas, felizmente, os grandes músicos do jazz americano a descobririam e levariam para o mundo e para a glória.

Share

Dois quintos dos infernos

Enviado por JEO Bruno

Durante o século XVIII, o Brasil Colônia pagava um alto tributo a Portugal, nada menos que 20% de tudo o que era produzido por aqui. Muito apropriadamente, o imposto era chamado de "o quinto", que logo virou "o quinto dos infernos" nas bocas dos revoltados brasileiros.

Portugal quis, em determinado momento, cobrar os quintos atrasados de uma só vez, no episódio conhecido como A Derrama. Isso deixou a população em pé de guerra, gerando a Inconfidência Mineira, que teve seu ponto culminante no enforcamento do líder Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes.

Este capítulo da nossa história faz pensar no presente:

De acordo com o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário - IBPT, a carga tributária do país deverá chegar ao final deste ano aos 38% do PIB, praticamente 2/5 (dois quintos) da nossa produção. O que significa que pagamos hoje ao governo o equivalente a "dois quintos dos infernos"! Só precisamos encontrar um novo Tiradentes...

Share

Ministro garotão pede pra sair


Cristina Kirchner e seu ex-ministro Martin Lousteau (Foto Reuters)

Na Argentina, não se sabe ainda os motivos que levaram Martin Lousteau a abandonar, na última quinta-feira, o invejado cargo de ministro da Economia. Rumores apontam para "divergências internas".

O seu substituto é Carlos Fernández, que tomou posse ontem à tarde em cerimônia na Casa Rosada. O novo ministro se definiu como "um homem sério, tranqüilo e responsável".

Share

Eles estão descontrolados!


Ataque maciço de hackernalfabetos ocorrido ontem na minha caixa postal

Share

Internautas residenciais ativos crescem 40%

Do WNews

O número de internautas residenciais ativos brasileiros (aqueles que acessaram a web uma vez no mês) cresceu 3,2% e atingiu a marca de 22,7 milhões de usuários em março deste ano. Na comparação com o ano passado, o aumento foi de 40%. O resultado foi puxado pelos consumidores da classe C, que com o bom momento econômico do País, conseguiram se incluir no mercado como usuários de informática e de internet.

"O ritmo de crescimento da internet brasileira é intenso", comenta Alexandre Sanches Magalhães, gerente de análise do IBOPE/NetRatings. "A entrada da classe C para o clube dos internautas deve continuar a manter esse mesmo compasso forte de aumento no número de usuários residenciais."

E por que chegou a hora da classe C?

"Por que estamos vivendo um bom momento econômico, com maior número de trabalhadores com carteira assinada, portanto com maior possibilidade de obter financiamento para comprar computar para sua família, financiamentos abundantes, computadores com preço em queda, banda larga com valores mais acessíveis."

Para Alexandre Sanches Magalhães, os pais também acreditam que a internet dará uma vida melhor para seus filhos, por isso não poupam esforços para obter o acesso residencial e os filhos querem ser iguais a seus pares, ou seja, poder chegar na escola ou na rua e dizer que têm internet em casa.

Matéria editada pelo RA.

Marcadores: , ,

Share

quinta-feira, 24 de abril de 2008

O Rio bossa nova


João Gilberto e Tom Jobim na praia de Copacabana nos anos 1960

Share

O Rio de ressaca






Fotos Reuters e AFP publicadas no UOL Últimas Notícias

Share

Globo apanha para fazer jornal ao 'ar livre'

Da coluna do Daniel Castro, na Folha Online

A Globo está enfrentando dificuldades técnicas para levar ao ar dois telejornais que serão apresentados em um estúdio de vidro, construído no alto do novo edifício da emissora, na zona sul de São Paulo, e que tem a marginal Pinheiros ao fundo.

A estréia do estúdio, novo cenário dos dois "SP TV", já foi adiada duas vezes e pode ser transferida novamente. Inicialmente, a inauguração seria em 1º de abril, junto com a nova programação. Depois, foi agendada para este sábado, aniversário da Globo. Agora, está marcada para a próxima segunda-feira, mas jornalistas já foram alertados que a estréia poderá ser adiada para o dia 5 de maio.

Os principais problemas são com a iluminação e com os reflexos de imagens nas paredes de vidro. Como o estúdio é transparente, a iluminação interna tem de ser afinada com a externa. E como os jornais vão ao ar em diferentes horários, os ajustes têm de ser feitos caso a caso e durante as exibições (uma nuvem passageira tapando o sol, por exemplo, exige reajustes imediatos na luz).

Os testes têm apresentado resultados insatisfatórios até agora, principalmente no "SP TV" das 12h. A luz forte do meio-dia interfere na aparência dos apresentadores, cujas falhas na pele ficam ainda mais evidentes, mesmo porque estão sendo usadas câmeras de alta definição. A jornalista Carla Vilhena é a mais insatisfeita. Nos estúdios atuais e na tecnologia convencional, a Globo se serve de um tratamento de câmera que rejuvenesce os apresentadores em até dez anos.

Matéria editada pelo RA.

Marcadores: , , ,

Share

quarta-feira, 23 de abril de 2008

Resende abalou geral!


O tremor foi registrado no Observatório Sismológico da UnB
(Foto Agência Brasil)

Do Portal G1

A terra tremeu no Brasil na noite de terça-feira (22). Durou cinco segundos e deu susto em quatro estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Santa Catarina. No início desse terremoto moderado, ninguém entendeu o que estava acontecendo. Foi às 21h, horário de Brasília.

De acordo com o Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB), o tremor, de 5,2 graus na escala Richter, ocorreu a 270 km do litoral de São Paulo. O epicentro foi localizado no Oceano Atlântico. Segundo Jorge Sand, coordenador do observatório, a região onde foi registrado o epicentro tem uma atividade sísmica grande por ser uma plataforma continental, com interfaces de regiões mais densas e menos densas.

No estado do Rio de Janeiro, a Defesa Civil recebeu mais de 30 chamados em menos de dez minutos. Os técnicos ficaram surpresos com o motivo dos telefonemas: tremor de terra. “Começamos a receber telefonemas a partir das 21h05. Ao sair da Defesa Civil para fazer as vistorias, já tínhamos recebido em torno de 35 ocorrências”, contabiliza Carlos Alberto Miranda, da Defesa Civil.

As cidades mais atingidas foram Resende, no Vale do Paraíba, Angra dos Reis, no litoral sul do estado, e na Área Metropolitana, São Gonçalo e Nova Iguaçu. No município do Rio, os tremores duraram aproximadamente cinco segundos. Madureira, Ilha do Governador e Jacarepaguá registraram os abalos mais fortes.

Pitaco do RA: O telefone tocou ontem pouco antes da meia-noite. Era a minha cunhada Dênia - de Monte Carmelo, no Triângulo Mineiro - preocupada com as notícias de um tremor de terra em Resende. Aqui, ninguém sabia de nada, a não ser que muitos paulistanos haviam sentido um abalo por volta das 21 horas. Nesse horário, estávamos todos em casa, um apartamento no oitavo andar de um dos edifícios mais altos da cidade. Absolutamente nada tremeu por aqui. Você, leitor resendense, sentiu alguma coisa?

Marcadores: , ,

Share

Hackers terão de resumir clássicos da literatura

Do Portal G1

O juiz Mário Jambo, da 2ª Vara Criminal da Justiça Federal do Rio Grande do Norte, concedeu habeas corpus a três piratas virtuais presos durante a Operação Colossus, contra crimes virtuais, realizada no ano passado.

A liberdade provisória, no entanto, determina que eles leiam obras clássicas e façam um resumo de no mínimo dez laudas para cada livro. O habeas corpus foi concedido na sexta-feira (18) e divulgado pela Justiça Federal ontem, dia 22.

Os títulos das obras a serem lidas serão determinados trimestralmente pelo juiz. Os primeiros textos já definidos são "A hora e a vez de Augusto Matraga", conto do livro "Sagarana", de Guimarães Rosa, e "Vidas Secas", de Graciliano Ramos.

Além disso, determinou o juiz, os três terão de se matricular e freqüentar assiduamente uma escola - a cada trimestre, eles também "terão de atestar em Juízo o aproveitamento nos estudos", diz a decisão. Os suspeitos não poderão freqüentar LAN houses nem manter cadastros em redes virtuais de relacionamento, como o Orkut.

A cada 15 dias, os piratas deverão comparecer à Justiça para relatar e justificar suas atividades. Eles também são obrigados a atender aos chamados judiciais e não podem se ausentar da comarca onde residem por mais de 24 horas. Os três devem estar em suas residências até as 20h, diariamente.

"Os acusados ficarão sujeitos a uma nova decretação de prisão preventiva em caso de inobservância de alguma das condições estabelecidas", escreveu o juiz na decisão. Mário Jambo considerou que essas determinações - leitura e retomada dos estudos, por exemplo - afastam o "perigo social que justifique a segregação dos mencionados denunciados".

Pitaco do RA: Se essa moda pega, um dia, quem sabe, ficaremos livres dos "hackernalfabetos" que infestam a grande rede. Pelo menos, eles vão aprender a ler!

Share

'Linha de passe' vai concorrer à Palma de Ouro


O ator Vinícius de Oliveira em uma cena de 'Linha de Passe'

Do Portal G1

O filme Linha de Passe, de Walter Salles e Daniela Thomas, foi selecionado para a mostra oficial do 61º Festival de Cannes, que acontecerá entre 14 e 25 de maio, anunciou a organização do evento nesta quarta-feira (23).

Salles terá como adversários na disputa pela Palma de Ouro nomes consagrados do cinema mundial, como Clint Eastwood, Steven Soderbergh e Wim Wenders.

Fora de competição, Cannes marcará as pré-estréias de "Indiana Jones IV", de Steven Spielberg, e do filme mais recente de Woody Allen, "Vicky Cristina Barcelona", rodado na Espanha com os astros locais Penélope Cruz e Javier Bardem, além da americana Scarlett Johansson, nova musa do diretor.

Vinte filmes figuram na seleção oficial da mostra competitiva, divulgada nesta quarta-feira em entrevista coletiva pelo diretor geral e pelo presidente do festival, respectivamente Thierry Frémaux e Gilles Jacob.

Matéria editada pelo RA.

Marcadores: , , ,

Share

Alerta: 'Friendfeed' rastreia vida de internautas


Do Portal G1

Se você é uma pessoa socialmente ativa na internet, o site FriendFeed pode ser muito útil na hora de gerenciar os mais diversos sites com os quais você interage diariamente: Twitter, Facebook, YouTube, Flickr, Digg, de.li.ci.ous e LinkedIn, para citar alguns.

Isso porque o serviço gratuito, criado por ex-funcionários do Google, reúne em uma única página muitas das informações que você coloca na web - lá se concentram, por exemplo, as frases mais recentes publicadas no seu Twitter, os últimos posts do seu blog, os textos que você quis compartilhar no Google Reader e as músicas que você indicou em sua última visita ao Last.fm.

Por essas características, a página também facilita a bisbilhotice: ela acaba com a necessidade de entrar em vários endereços para saber o que seus amigos estão fazendo na internet. Se aquele colega de classe estiver no FriendFeed, você poderá acompanhar muitos dos seus passos, dados nos mais diferentes cenários virtuais.

Se ele não estiver na página, também é possível cadastrá-lo como “amigo imaginário”, recebendo informações postadas no Flickr e no blog desse contato, mesmo sem sua autorização.

Por todas essas alternativas, o serviço funciona como um alerta para aqueles que se preocupam com a privacidade. Se não quiser tornar públicas informações pessoais, evite divulgá-las na internet e use sempre as ferramentas que limitam o acesso a esses dados. Caso contrário, qualquer usuário do FriendFeed pode acompanhar, mesmo sem seu conhecimento, passo a passo sua navegação na web.

Matéria editada pelo RA.

Share

terça-feira, 22 de abril de 2008

Papel higiênico literário


Da BBC Brasil

A empresa espanhola Empreendedores está lançando rolos de papel especial onde aparecem impressos clássicos da literatura mundial para que o usuário vá lendo enquanto permanecer no banheiro.

O produto, vendido só através da internet, inclui trechos de literatura clássica, teatro, poesia e até textos sagrados da Bíblia e do Budismo.

"Hemingway dizia que clássico é aquele livro que todo mundo respeita, mas ninguém lê. O que estamos fazendo é levar os livros aos banheiros, aproximando a literatura do homem", disse o dono da empresa, Raúl Camarero.

"E surge aí um conflito interessante: limpar o traseiro com uma bela obra e o dilema moral que isso representa", disse.



Da Bíblia foram escolhidos trechos do Apocalipse, do Cantar dos Cantares e dos Provérbios. Já os textos sagrados budistas são O Sutra do Loto e o Livro Tibetano dos Mortos. A intenção dos sócios da companhia era incluir também trechos do Corão, mas tiveram medo da possível reação dos islâmicos.

"Tivemos medo, sim, de provocar ira e vingança. Alguns até ameaçaram sair do projeto, se insistíssemos", explicou o empresário.



A idéia do papel higiênico literário surgiu a partir de um espetáculo teatral. Camarero, que dirige uma companhia de teatro, escreveu uma peça intitulada Empreendedores, onde uma empresa imprimia clássicos literários em papel higiênico.

A peça ganhou um prêmio no Festival de Teatro de Sevilha e a companhia decidiu então transformar ficção em realidade.

Os trechos escolhidos para a impressão são clássicos de domínio público, pelos quais não é preciso pagar direitos autorais. Mas a empresa avisa que está aberta a propostas de novos escritores.



Desde que apareceu em um programa de televisão, a companhia Empreendedores, que anuncia seu produto apenas na internet, está ficando famosa na Espanha. A maioria dos pedidos tem sido de trechos de livros de Federico García Lorca.

"Usamos letras grandes com espaço entre as palavras para que seja uma leitura fácil e relaxante. Às vezes você não tem muito tempo no banheiro e tem a tentação de usar o papel e não ler. Mas se pensar que esse material vai ser desperdiçado para sempre...", comentou Camarero.



Os rolos custam 3,70 euros (cerca de R$ 9,80) cada, e o "leitor" tem a opção de escolher os textos e a cor do papel higiênico. Eles estão disponíveis nas cores branco, laranja e rosa, feitos de uma celulose mais resistente.

Matéria editada pelo RA.

Share

Google homenageia o Dia da Terra

Share

segunda-feira, 21 de abril de 2008

Quase 300 mil pessoas já viram este vídeo



Da Associated Press

O vídeo de um homem preso em um elevador de Nova York por 41 horas, em episódio ocorrido há oito anos, tornou-se sensação na internet depois que as imagens do circuito interno foram divulgadas.

O filme foi postado na internet como complemento a uma reportagem da última edição da revista The New Yorker e foi visto mais de 283 mil vezes desde o dia 14 de abril. A produção mostra o martírio de Nicholas White no prédio McGraw-Hill, em Nova York, em 15 de outubro de 1999, quando ele ficou preso no elevador por 41 horas.

"Depois de um certo tempo, eu sabia que estava com um grande problema porque era fim de semana", afirmou White ao programa "Good Morning America", da rede de TV norte-americana ABC.

O incidente ocorreu quando White era gerente de produção da revista "Business Week" e, por volta das 23h de uma sexta-feira, saiu para fumar um cigarro. Ao voltar, entrou no elevador nº 30, apertou o botão do 43º andar e começou a subir sozinho em alta velocidade. De repente, as luzes internas piscaram e o elevador parou entre um andar e outro.

Editado com uma trilha sonora de piano clássico, o filme mostra White dando passos, tentando escalar as paredes, deitando e em posição fetal durante o tempo em que ficou preso no local.

White afirmou que entende porque o vídeo chamou a atenção dos internautas: as pessoas ficam pensando o que fariam se algo do tipo acontecesse com elas.

Ele processou os administradores do prédio e a empresa de manutenção do elevador e ganhou uma indenização cujo valor não foi divulgado.

Publicado na Folha Online e editado pelo RA.

Marcadores: , , ,

Share

Google é a marca mais poderosa do mundo

Da Agência EFE

Pelo segundo ano consecutivo, o Google obteve a classificação de marca mais poderosa do mundo, segundo o ranking Brandz, publicado nesta segunda-feira pela empresa de consultoria britânica Millward Brown.

O Google, o site de buscas mais popular da internet, aparece no topo com um valor de mercado em torno de US$ 86 bilhões, 30% a mais que no ano passado. "A posição do Google se deve a uma fantástica atuação financeira e ao valor de seu capital", afirma o diretor de contabilidade internacional da Millward Brown, Peter Walshe.

Na segunda posição aparece o conglomerado industrial, financeiro e de meios de comunicação General Electric (GE), com quase US$ 71,38 bilhões, seguido da gigante da informática Microsoft, avaliada em US$ 70,89 bilhões.

Entre os dez primeiros estão Coca-Cola (quarto lugar), seguida pela China Mobile, IBM, Apple, McDonald's, Nokia e Marlboro.

A classificação da Millward Brown foi realizada a partir de uma pesquisa de opinião de um milhão de consumidores no mundo todo e de diversos dados financeiros sobre 50 mil marcas internacionais.

Publicado na Folha Online e editado pelo RA.

Share

Volto a afirmar: Eles são inocentes!


Anna Carolina Jatobá


Alexandre Nardoni


O casal foi entrevistado ontem à noite no Fantástico


Pelo repórter Valmir Salaro


Anna Carolina disse mais uma vez que adorava Isabella


Que é um absurdo culpá-los pela morte da menina


Alexandre lembra das brincadeiras que a filha mais gostava


Diz que a família sempre foi muito unida


Que Deus é testemunha da inocência deles


E que não descansará enquanto não encontrar o assassino de Isabella

Imagens da Rede Globo reproduzidas pelo RA.

Share

Por que os considero inocentes - Republicando

Matéria escrita e publicada no dia 15 de abril de 2008

Nadando contra a corrente - já que muitos colegas de blogosfera já condenaram por antecipação o casal Nardoni -, resolvi justificar a minha crença na inocência do pai e da madrasta da menina Isabella.

1. Ao contrário dos boatos que alimentam os jornais, nunca houve contradições nos depoimentos de Alexandre Nardoni e Anna Carolina. Desde o início, eles repetem a mesma história:

O pai subiu primeiro carregando Isabella que estava dormindo, enquanto a madrasta permaneceu na garagem com os dois filhos. Depois, quando todos chegaram ao apartamento, notaram luzes acesas, manchas de sangue em uma das camas e a tela da janela rasgada.

A questão do tempo que o pai levou para subir ao apartamento e voltar à garagem - mais ou menos 10 minutos, segundo ele, e aproximadamente 5 minutos, segundo ela - é irrelevante, já que ninguém estava cronometrando o tempo e nem havia motivo para fazê-lo.

2. Todos os depoimentos (do pai, da mãe, da madrasta, da irmã e do avô) atestam que Isabella era uma menina dócil, ajuizada, tranqüila e querida por todos. Os vídeos já divulgados (Isabella na escola, em festas e, principalmente, no supermercado com a família horas antes de sua morte) confirmam o teor dos depoimentos.

3. Não há nada, até o momento, que desabone a conduta de Alexandre Nardoni e Anna Carolina. O comportamento deles nos vídeos caseiros, no supermercado e agora, depois da tragédia e da prisão, sugere um casal de classe média paulistana absolutamente normal, ambos oriundos de famílias estruturadas, de boa formação e sem nenhum problema de relacionamento com os filhos e com eles próprios.

4. Neste cenário de aparente normalidade, o que levaria um pai jovem, bem educado e de boa formação a jogar pela janela a filha de cinco anos de idade? Da mesma forma, o que levaria esse mesmo pai a se calar caso a culpada pela morte de sua filha fosse sua mulher?

Como pai de dois filhos criados em apartamentos, eu não consigo admitir que alguém que teve, basicamente, a mesma formação que eu tive, seja capaz - em sã consciência - de fazer aquilo que boa parte da imprensa considera como feito. Deus queira que eu não esteja errado...

Share

domingo, 20 de abril de 2008

Bastidores de um disco histórico


O escritor Ruy Castro, em longa matéria na revista Brasileiros, disseca a gravação de um clássico da bossa nova, o disco que revelaria ao mundo a música forjada nos apartamentos, nos bares e nas praias da zona sul do Rio de Janeiro no final dos anos 1950.

Ao texto original - publicado em seu livro "Chega de Saudade: A história e as histórias da Bossa Nova" (1990) -, Castro adicionou detalhes saborosos do que aconteceu nas históricas sessões de gravação do disco. A seguir, os parágrafos iniciais (editados pelo RA) da matéria:

Nos dias 18 e 19 de março de 1963, dez pessoas - oito homens e duas mulheres - reuniram-se no A&R, um estúdio de gravação na Rua 48 Oeste, quase esquina com a Sexta Avenida, em Nova York, e criaram o álbum - LP, como então se dizia - que, para muitos, é o maior da bossa nova em todos os tempos. Ou o maior LP de bossa nova gravado fora do Brasil.

Claro que, enquanto o estavam gravando, eles não imaginavam o tamanho da façanha, e nem que o disco seria um divisor de águas na vida de todos os envolvidos. Alguns talvez apenas desconfiassem disso.

Esses homens e mulheres eram o sax tenor americano Stan Getz, 36 anos; o pianista e compositor brasileiro Antônio Carlos Jobim, também 36 anos; o violonista e cantor João Gilberto, 32 anos; o contrabaixista Tião Neto, também 32 anos; o baterista Milton Banana, quase 28 anos; a cantora Astrud Gilberto, esposa de João Gilberto, quase 23 anos, e Monica Getz, esposa de Stan Getz.

Os outros três homens no A&R eram o engenheiro de gravação Phil Ramone, 29 anos, dono do estúdio: o engenheiro de som Val Valentin, da mesma idade, e o produtor do disco Creed Taylor, 33 anos, da Verve Records. E o disco que entraria para a história da música é:


Mas havia também uma outra pessoa presente no estúdio A&R, o fotógrafo americano David Drew Zingg, 40 anos, autor da foto da contracapa do disco e das fotos da matéria da revista Brasileiros. É dele este registro histórico:


Tião Neto, Tom Jobim, Stan Getz, João Gilberto e Milton Banana

Sobre a frase de João Gilberto dirigida a Stan Getz que serve de manchete à capa de Brasileiros, Ruy Castro conta o seguinte:

João Gilberto não se satisfazia com a emissão (o sopro) de Getz, que achava muito enfática para a delicadeza da bossa nova. Por isso, a todo o instante interrompia a gravação, para obrigá-lo a começar de novo. Getz não entendia e João dizia entre dentes para Jobim, como quem mastigasse as sílabas:

"Tom, diga a esse gringo que ele é muito burro."

O americano perguntava a Tom o que João dissera, e Tom botava panos quentes:

"Ele está dizendo que é uma honra gravar com você."

"Engraçado", resmungava Getz, "pelo tom de voz, não parece ser isso que ele disse."

Mesmo assim, nesse clima pouco amigável, o quinteto conseguiu concluir a gravação das seguintes músicas:

1. Garota de Ipanema (Tom Jobim - Vinicius de Moraes) - Participação: Astrud Gilberto

2. Doralice (Antônio Almeida - Dorival Caymmi)

3. Para machucar meu coração (Ary Barroso)

4. Desafinado (Newton Mendonça - Tom Jobim)

5. Corcovado (Tom Jobim) - Participação: Astrud Gilberto

6. Só danço samba (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)

7. O grande amor (Tom Jobim - Vinicius de Moraes)

8. Vivo sonhando (Tom Jobim)

Marcadores: , , ,

Share

sábado, 19 de abril de 2008

Os artistas por detrás das cópias

Vi agora no Boing Boing:

Dafen, uma pequena vila chinesa, localizada próxima à metrópole de Shenzhen, é responsável por 60% das pinturas a óleo produzidas no mundo, a maior parte delas cópias de quadros famosos. Centenas de talentosos artistas locais anônimos atendem encomendas de compradores - também anônimos - de diversos países.

Impressionados com a qualidade das reproduções made in Dafen, Joshua Kauffman e Gwendolyn Floyd - editores do site de cultura Regional - pediram a alguns dos artistas da vila chinesa que pintassem auto-retratos utilizando suas próprias técnicas, como uma forma de incentivar a produção de obras originais.

Uma pequena amostra desse incrível trabalho, que será objeto de uma grande exposição em 2009, pode ser visto abaixo:










Traduzido e editado pelo RA.

Marcadores: , ,

Share

sexta-feira, 18 de abril de 2008

Bem-vindos ao Gran Circo Nardoni!


































Fotos UOL e Folha Imagem, publicadas no UOL Notícias

Share