Já estão à venda os novos cartões-postais Resende de ORo

sábado, 31 de julho de 2010

Bin Laden é candidato a deputado federal


Para ver a imagem ampliada, clique aqui

Visto no tuíte da Revista Bula.

Share

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Aviso aos navegantes

Os comentários recentes já estão devidamente respondidos, o que prova que o RA falha mas também tarda.

Share

Em breve, nas bancas




O blog GPS acaba de postar as duas capas da esperada edição de aniversário de 35 anos da revista "Playboy", com a atriz Cleo Pires.

♦ Pela primeira vez, a revista traz, na mesma edição, dois ensaios de capa clicados por fotógrafos diferentes.

♦ Bob Wolfenson assina a capa mais colorida, que responde por 90% da tiragem. Os 10% restantes trazem na capa uma foto de Jacques Dequeker, que mostra a atriz numa versão mais mulherão anos 80, de perfil, sobre um fundo branco.

♦ Para a primeira foto, Cleo fez uma tatuagem temporária com versos que dizem: "Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas que já têm a forma do nosso corpo. Esquecer os nossos caminhos que nos levam sempre aos mesmos lugares".


Visto no tuíte da Playboy Brasil.

Share

Música de sexta


Sexo e gasolina

Share

Uma questão de piso








Fotos feitas ontem entre 11:22 e 12:32

A radical reforma da avenida Nova Resende não se resume ao asfalto que já cobre a pista destinada ao trânsito de veículos. A outra metade da avenida está sendo - desde ontem - transformada em um espaçoso calçadão formado por blocretes (blocos de concreto intertravados), que alguns engenheiros e ambientalistas consideram o piso ideal para as cidades, já que não impede a passagem da água da chuva para o solo.

No entanto, o piso intertravado, mesmo com suas vantagens ecológicas, não costuma ser utilizado nas chamadas vias expressas, onde o trânsito de veículos é constante. Nesse caso, as melhores opções ainda são o asfalto e o concreto, materiais mais resistentes a depressões, ondulações e rachaduras, sendo o primeiro mais indicado para áreas urbanas e estradas com movimento médio de veículos, e o segundo restrito a rodovias com grande volume de tráfego, principalmente de veículos pesados.

Já os blocos de concreto (intertravados) e os blocos de pedra (paralelepípedos) são recomendados para ruas de pouco movimento de veículos, pátios de manobra, estacionamentos e também - no caso dos intertravados - para a pavimentação de praças e calçadões. Jamais, portanto, para vias urbanas como a avenida Nova Resende, uma das mais movimentadas da cidade que lhe empresta o nome. Isso serve para a maioria das ruas do bairro de Campos Elíseos, que abriga o principal centro comercial e financeiro de Resende.

Do outro lado do rio Paraíba do Sul, o centro histórico, por sua vez, é o exemplo típico de área urbana onde os paralelepípedos continuam sendo a melhor opção, mais até por razões estéticas do que propriamente ecológicas. Afinal, os poucos casarões centenários que ainda restam por lá combinam perfeitamente com os rústicos blocos de pedra quase tão antigos quanto eles.

Se temos em Resende este bom exemplo de piso certo no lugar certo, temos também um caso que mostra claramente o que acontece quando a escolha do material é, no mínimo, equivocada. Trata-se da avenida Riachuelo, no bairro Nova Liberdade, calçada com blocos de concreto e considerada uma das vias mais acidentadas da cidade. Será que o responsável pela obra não levou em conta o grande volume de tráfego que, com o passar dos anos, acabaria deformando inteiramente o piso? Ou será que se imaginava na época que o intertravado era uma alternativa mais moderna, mais duradoura e mais barata do que o asfalto?

Como responder a essas perguntas é tarefa para quem entende do riscado, "convoco" para o debate o arquiteto e urbanista Pedro P. Palazzo - formado na Universidade de Maryland (EUA) e mestre pela Universidade de Brasília, onde leciona Teoria e História da Arquitetura - que considera "infames os blocos intertravados de concreto, vulgos 'blocretes' ou 'paralelepípedos de concreto'. No site Ábaco Arquitetura e Design Ambiental, ele afirma:

- Blocretes são caros para instalar, caros para manter (apesar do argumento de que "é só substituir o bloco quebrado"), e a própria viabilidade da sua manutenção é questionável, já que se trata de modelos comerciais que podem sair de linha ou estar indisponíveis quando mais se precisa deles. Isso sem falar que, assim como o asfalto, o concreto é um material altamente industrializado, cuja fabricação é muito poluente e dependente de recursos não-renováveis. Se for para usar blocos intertravados, que seja só em estacionamentos ou vias residencias com volume de trânsito desprezível.

Em relação aos paralelepípedos, Palazzo - que é membro do International Network for Traditional Building, Architecture and Urbanism e do Instituto de Arquitetos do Brasil (confira aqui) - tem os blocos de pedra em alto conceito:

- O calçamento com paralelepípedos é mais adequado sempre que a intenção for aumentar a segurança do pedestre, restringindo a velocidade dos carros, desestimulando a direção perigosa, bem como desviar o tráfego de longa distância e de veículos pesados para outras áreas da cidade. Também é preferível o calçamento com paralelepípedos sempre que não houver previsão de monitoramento constante do estado de conservação da pista, já que a durabilidade dos paralelepípedos é incomparavelmente maior.

A bem da verdade, o que Palazzo diz sobre o calçamento com paralelepípedos confirma a minha citação do centro histórico de Resende como o local perfeito para esse tipo de material, ou seja, pouco tráfego de veículos, restrição de velocidade e obras de manutenção esporádicas. Aos outros bairros da cidade que não preenchem esses requisitos, só resta, a meu ver, uma única opção: o asfalto. O mesmo asfalto que, aliás, cobre as principais ruas e avenidas das principais cidades do mundo.

Marcadores:

Share

O asfalto que cobre o planeta


Roma


Nova Iorque


Londres


Berlim


Amsterdam


Amsterdam


Zurique


Moscou


Paris


Tóquio


Curitiba

Share

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Uma avenida que de nova só tinha o nome
























Fotos feitas entre 10:27 e 11:46

A avenida Nova Resende, uma das principais vias do centro comercial e financeiro de Resende, nunca havia sentido, ao longo da sua história, o calor de uma camada de asfalto passada na hora.

Na verdade, a mais alta honraria que esta pequena avenida já recebeu de um prefeito foi uma incipiente cobertura de blocos de concreto, cheia de altos e baixos, que sobreviveu anos a fio sem qualquer reparo.

Longe de ser uma exceção, a Nova Resende sempre fez parte da regra de ruas e avenidas abandonadas pelo poder público nos bairros centrais, a maioria delas cobertas por antigos paralelepípedos, tão desalinhados quanto os blocos de concreto que ainda sobrevivem em outros cantos da cidade.

A administração anterior chegou a asfaltar (ou recapar) algumas vias do Centro e de Campos Elíseos, como a rua do Rosário e as avenidas Saturnino Braga e Presidente Vargas, além da Beira-Rio, que teve um trecho (av. Rita M. F. Rocha) todo remodelado. No entanto, diversas outras ruas importantes continuaram ignorando o conforto de uma pista lisa, sem buracos e depressões.

Agora, finalmente, a Nova Resende pode dar adeus ao século 19 e entrar direto no século 21, esquecendo que o século passado não lhe deu nenhum motivo para ser considerada uma avenida nova - ou moderna - de verdade.

Que o asfalto continue se espalhando pelos bairros da cidade até que todos os paralelepípedos do atraso estejam cobertos para sempre. Isso é o mínimo que os cidadãos esperam de seus governantes.

PS: Fotografando hoje as obras na avenida Nova Resende, o cheiro forte do piche fumegante me levou de volta à mineira Araguari, cidade onde cresci (depois de nascer em Araxá) e que foi quase toda asfaltada quando eu tinha apenas cinco anos de idade.

Share

'Garoto John Lennon' estreia no Brasil em outubro


O cartaz brasileiro 'localiza' o garoto


O cartaz original e o nome 'Garoto de lugar nenhum'

Do Portal G1

Foi divulgado nesta quarta-feira (28) o cartaz nacional do filme "O garoto de Liverpool", que mostra a juventude do beatle John Lennon. O filme está programado para estrear no Brasil dia 1º de outubro.

O roteiro de "Nowhere boy", que traz Aaron Johnson no papel principal, foi escrito por Matt Greenhalgh (de "Control") e detalha a história de Lennon como um adolescente solitário, abandonado por sua mãe e criado por uma tia autoritária (Kristin Scott Thomas).

Seu ídolo é Elvis Presley, sua válvula de escape, a música, além da arte e da amizade com Paul McCartney (Thomas Sangster).

"As mulheres da juventude de John literalmente formaram a pessoa em que ele se transformou", disse a diretora, a artista plástica Sam Taylor-Wood, na época do início das filmagens. "Os pontos fortes e fracos de seus relacionamentos são centrais neste filme."

Share

terça-feira, 27 de julho de 2010

Angelina, sal e pimenta




Fotos Getty Images

A bordo de um pretinho mais do que básico, Angelina Jolie fez os japoneses arregalarem os olhos na avant-première do filme "Salt", ontem em Tóquio.

Visto no The Huffington Post.

Share

segunda-feira, 26 de julho de 2010

E por falar em Playboy e em Larissa Riquelme...


Musa paraguaia assina contrato com Playboy brasileira

Do Playblog (via twitter da Playboy Brasil)

Na Playboy a Copa ainda não acabou: Larissa Riquelme desfila pela redação com aquele lindo e vistoso decote que fez dela a musa do Mundial da África do Sul. Numa sensualidade patriótica, Larissa incentivou a equipe paraguaia prometendo posar nua caso a equipe de seu país chegasse às semi-finais.

Como se sabe, a Fúria acabou com os sonhos da esquadra de Roque Santa Cruz, e acabou enfurecendo os hormônios de marmanjos nos quatro cantos do planeta. Mas, compreendendo a angústia masculina e caliente como o chaco paraguaio, Larissa cumpre agora sua promessa e posa nua na Playboy.

Neste momento, Larissa Riquelme almoça com o diretor de redação, Edson Aran, para comemorar a assinatura do contrato. “Uma simpatia, uma simpatia”, descreve Jeferson Sousa, redator-chefe de Playboy.

Share

Musa paraguaia é assaltada em Ipanema


Do Portal G1

A paraguaia Larissa Riquelme foi assaltada por dois criminosos na tarde de ontem quando passeava em Ipanema, na altura da Rua Farme de Amoedo. De acordo com a Polícia Militar, ela teria tido alguns pertences pessoais roubados.

Policiais do 23º BPM (Leblon) foram chamados para a ocorrência, mas o caso foi repassado para o Batalhão de Policiamento de Áreas Turísticas (Bptur). Segundo a polícia, a musa da Copa não quis registrar o roubo na delegacia.


Pitaco do RA: Agora, sim, a bela Larissa pode dizer que conhece a Cidade Maravilhosa.

Share

Imagem de domingo na segunda


Foto feita ontem às 18:14

Share

domingo, 25 de julho de 2010

Cleo Pires sem retoque


A atriz foi clicada pelo grande Bob Wolfenson

Da Folha.com

Cleo Pires, 27, filha da atriz Gloria Pires e do cantor Fábio Jr., chega às bancas em 9 de agosto, num ensaio nu para a edição de 35 anos da revista "Playboy". A atriz diz que as fotos não tiveram retoque.

"A única coisa que falei era que eu não queria que meu corpo parecesse um corpo que não é meu. Não queria, por exemplo, que tirassem minhas celulites", contou à repórter Lígia Mesquita, da coluna Mônica Bergamo.

Segundo Cleo, que disse estar "há um tempo" sem malhar, toda mulher tem celulite. "A bunda não tá lá no pescoço, tem uma 'celulitinha' aqui e ali. Mas não precisa de retoque."

"Não quero parecer uma boneca. Falei: "Sei que vocês usam o Photoshop pra estética, pra dar brilho em pele, acho válido. Mas não quero que me mudem", afirmou.


Atualização do RA: Acabo de ver no Blog das Bancas que a "Playboy 35 anos" terá duas capas, dois grandes fotógrafos, dois ensaios, dois pôsteres e 60 páginas. Entre as matérias, uma estatística pra lá de sensual: quantas ruivas, quantas morenas e quantas loiras posaram para a "Playboy" nesses 35 anos? A conferir.

Share

Vergüenza, vergogna, vergonha!


Foto AFP

No GP da Alemanha, disputado agora há pouco, Felipe Massa foi coagido pela Ferrari a ceder o primeiro lugar na pista para o "companheiro" Fernando Alonso. Depois dessa vergonha transmitida ao vivo, com as imagens da manobra e o áudio do rádio da equipe italiana antecipando a trapaça, fica comprovado o que eu disse no início do campeonato: o Alonso é o novo alemão do Massa.

Share

sábado, 24 de julho de 2010

Da antiga série 'Onde tem desgraça, tem brasileiro'

Da Folha.com

Quinze pessoas morreram durante tumulto no festival de música techno realizado na cidade de Duisburg, na Alemanha. Entre as vítimas fatais, nove são mulheres e seis são homens, informam autoridades neste sábado.

De acordo com a polícia, o tumulto resultou de uma superlotação nos portões de entrada para uma antiga estação da cidade.

A Folha falou com o carioca Jonas Pimenta, 20 anos, enquanto ainda estava no festival "Love Parade", tentando voltar para a cidade de Hamburg.

Ele não presenciou as mortes, mas diz que a cidade não tinha capacidade para suportar tanta gente. "Vi muita gente desmaiando e uma grade caiu no meu pé", conta.

Jonas foi à festa com nove jovens brasileiros, que também moram na Alemanha. Um de seus amigos, o manauara Renan Lima, 25 anos, diz que eles não devem conseguir voltar pra casa hoje, já que a polícia está tomando conta da barreira e a passagem está bloqueada.

Após o tumulto, ambulâncias chegaram para socorrer as vítimas e a polícia instalou uma unidade emergencial de primeiros socorros próximo ao portão de entrada.


Matéria editada pelo RA.

Share

Enquanto isso, na Índia...


Foto Reuters

Trens superlotados (por dentro e por fora) levam milhares de hindus para celebração religiosa anual em homenagem a Krishna-Dwaipayana Vyasa, autor do "Mahabharata".

Visto no Portal G1.

Dica do RA: Veja outras fotos incríveis dos trens indianos no blog do grande Steve McCurry. É só clicar aqui.

Share

Justiça do Rio nega prisão preventiva para PMs

Da Folha.com (texto editado pelo RA)

O juiz Alberto Fraga, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, negou na madrugada deste sábado o pedido de prisão preventiva dos policiais militares Marcelo Bigon e Marcelo Leal de Souza Martins, cabo e sargento do 23º Batalhão (Leblon), feito pela Corregedoria da Polícia Militar.

Os dois PMs são acusados de pedir propina a Roberto Bussamra após o atropelamento de Rafael Mascarenhas, filho da atriz Cissa Guimarães, na madrugada da última quarta-feira, no Rio de Janeiro.

Pitaco do RA: Enquanto isso, o goleiro Bruno, sem nenhuma prova, sem nenhuma acusação fundamentada, continua preso em Belo Horizonte, com uniforme de presidiário (não foi sequer julgado!) e algemado nas aparições públicas. Justiça brasileira é isso aí.

Para entender a tragédia


Clique na imagem para ampliar (Editoria de Arte/Folhapress)

Publicado na Folha.com.

Share

E por falar em Giselle Itié...




Da Folha.com

A atriz Giselle Itié, 28, estampa a capa da edição de agosto da revista masculina "Vip". Em entrevista à publicação, a atriz conta como foi trabalhar com Sylvester Stallone no filme "Os Mercernários", que estreia no mês que vem.

Para ela, que atuou em cenas reais de tortura no filme, o mais difícil mesmo foi a nudez. "Foi bem difícil. É muito doido isso. Foi complicado não na hora da filmagem, mas no laboratório. Eu sabia o quanto seria difícil para mim. Fiquei um mês trabalhando com Maria Clara Fernandes e ela me ajudou", afirma.


Matéria editada pelo RA.

Share

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Imagens de sexta












Fotos feitas entre 11:50 e 17:17

Share

Cenas tipicamente cariocas


Vergonha, horror, tristeza, revolta, descrença...

Vídeo publicado no Portal G1.

Share

Stallone pede desculpas ao povo brasileiro

Do Portal G1

Em comunicado oficial divulgado nesta sexta-feira (23) pela assessoria de imprensa do filme "Os mercenáros", o ator Sylvester Stallone pede desculpas pelas declarações sobre o Brasil. Ontem, ao participar da Comic-Con, o ator fez comentários jocosos sobre o país que serviu de cenário para o seu último filme.

"Eu sinceramente peço desculpas ao povo brasileiro. Todas as minhas experiências no Brasil foram fantásticas e eu recomendei para todos meus amigos que filmassem lá", garante o ator no comunicado. "Ontem, eu tentei fazer um tipo de humor e fui muito infeliz. Tudo que eu tenho pelo grande país que é o Brasil é muito respeito. Novamente, peço desculpas".


Matéria editada pelo RA.

Share

Stallone detona o Brasil


Cena do filme 'Os Mercenários', com Giselle Itié

Da Veja Online

Na Comic-Con 2010 - convenção de quadrinhos que está acontecendo em San Diego (EUA) -, Silvester Stalone deu uma declaração bombástica sobre o Brasil, onde filmou, no ano passado, "Os Mercenários".

No painel sobre o filme, o ator ouviu a pergunta: "por que rodar no Brasil?". A respota de Stallone veio em tom de piada:

- Lá você pode atirar nas pessoas, explodir coisas e eles dizem "obrigado! E aqui está um macaco para você levar para casa". Não poderíamos ter feito o que fizemos em outro lugar. Explodimos muita terra. Parecia assim: "todo mundo traz o cachorro-quente. Vamos fazer um churrasco. Vamos explodir essa cidade".

Resultado: o nome Sylvester Stallone está no topo da lista dos assuntos mais comentados no Twitter. A maioria das mensagens tem tom irado; há até uma certa tentativa de organizar um boicote ao filme. Mas há também os menos inflamados - e mais bem humorados: "A declaração do Sylvester Stallone foi no mínimo genial. Ele tem toda razão, no Brasil os estrangeiros fazem o que querem".


Matéria editada pelo RA.

Share