Já estão à venda os novos cartões-postais Resende de ORo

domingo, 24 de julho de 2005

Valério nega chantagem e ameaça o PT

Trecho de matéria publicada na Folha de hoje:

"O empresário Marcos Valério Fernandes de Souza acusou ontem a direção do PT de tentar lhe aplicar um calote ao não querer assumir a responsabilidade por empréstimos que suas empresas contraíram nos bancos Rural e BMG, por ordem do ex-tesoureiro do partido, Delúbio Soares. Ele disse que irá à Justiça contra o PT e pedirá o bloqueio do fundo partidário para garantir o pagamento das dívidas.

As empresas dele fizeram cinco empréstimos bancários, em 2003 e 2004, cujo valor atualizado ultrapassa R$ 93 milhões. Os recursos foram repassados ao PT (mediante contratos de empréstimos entre suas empresas e o partido) para financiar campanhas eleitorais de petistas e da base aliada.

Visivelmente nervoso, o empresário negou que tenha chantageado o PT e exigido R$ 200 milhões, conforme noticiado pela revista Veja neste final de semana. Segundo a revista, ele teria telefonado ao ex-presidente da Câmara, deputado João Paulo Cunha (PT-SP), querendo garantias de que não seria 'enjaulado' e dinheiro para garantir um futuro tranqüilo para sua família.

Para o publicitário, o PT declarou guerra e ele se sente 'sem compromisso com ninguém do partido' a partir de agora. Negou que tenha ordenado queima de notas fiscais em Belo Horizonte e afirmou que em uma semana desembarcará em Brasília com 'quilos de documentos'.

'Quem tiver motivos para preocupação pode ir se preocupando', disse. 'Estão querendo me caracterizar como chantagista para me darem o calote. Isso eu não vou aceitar', afirmou o empresário, em entrevista exclusiva à Folha."

Share

0 Comments:

Postar um comentário

<< Home