Já estão à venda os novos cartões-postais Resende de ORo

sexta-feira, 27 de janeiro de 2006

Longa vida ao palhaço

Rolava, desde o início da semana, um boato que Rogério Bulhões - o palhaço que, há anos, circula pela cidade anunciando lojas com seu megafone - havia morrido de enfarte. Nós do RA, que sempre admiramos Rogério (personagem da primeira edição impressa do Resende Agora), ficamos surpresos com a notícia. Afinal, um rapaz tão novo (37 anos), forte e bem-humorado, morrer assim, de uma hora pra outra, de enfarte? Alguma coisa estava errada.

Procuramos nos jornais locais alguma notícia que comprovasse a tragédia. Nada. Nem uma vírgula sobre a morte do palhaço. E o boato se espalhando. Alguns já afirmavam até que a causa-mortis era outra: Rogério teria sido assassinado!

Muito bem. Já me preparava para render uma grande homenagem ao palhaço quando, de repente (não mais que de repente), o vejo subir a Gulhot Rodrigues pedalando tranqüilamente a sua bicicleta de super-herói, protegido do sol por uma colorida barraca de praia e vestido de Batman. Quando ele parou no sinal, eu o abordei:

- Grande Rogério!!! Posso fazer uma foto para colocar no seu obituário?

Ele deu um sorriso triste e desabafou: "Pois é, cara, não agüento mais dizer às pessoas que, mesmo tendo sido injustamente declarado morto, eu continuo muito vivo!"

Fiz rapidamente a foto acima e ele seguiu o seu caminho, dessa vez, provocando mais sustos do que gargalhadas na platéia do seu dia-a-dia.

Share

0 Comments:

Postar um comentário

<< Home