Já estão à venda os novos cartões-postais Resende de ORo

quarta-feira, 25 de janeiro de 2006

Promessas de campanha

Do Globo Online

"O presidente Luiz Inácio Lula da Silva chega ao fim de seu mandato sem cumprir a promessa de campanha de dobrar o salário-mínimo. O valor no início de seu governo era de R$ 200, reajustado em 2003, primeiro ano de seu governo para R$ 240. Depois o salário-mínimo foi reajustado sucessivamente para R$ 260 e R$ 300.

De acordo com dados do Ministério do Trabalho, no primeiro mandato de Fernando Henrique Cardoso, de setembro de 1994 a maio de 1998 o salário-mínimo teve aumento real de 20,5%. Já no segundo governo do tucano, entre maio de 1998 e abril de 2002 o reajuste, já descontada a inflação, foi de 20,6%. No governo Lula, de abril de 2002 a abril de 2006 o mínimo teve aumento real de 25,3%."

Pitaco do RA: Uma das principais bandeiras do PT sempre foi o aumento do salário-mínimo em níveis compatíveis com as reais necessidades dos trabalhadores. Muito bem. Será que meros 5 pontos percentuais são suficientes para caracterizar a "enorme" diferença entre o PT e o PSDB na hora de conceder reajustes salariais?

Share

2 Comments:

At 25/1/06 23:21, Anonymous acacio alves pinto said...

Oi, Otacílio.
Você tem uns pitacos muito acertados.
vá em frente, Oquei?

 
At 26/1/06 00:21, Anonymous Otacílio said...

É, companheiro Acácio (no bom sentido!). Quem diria que o Lula iria imitar o Fernando Henrique até no aumento do salário mínimo? Como dizia Monsieur Prudhomme (célebre personagem criado por Henri Monnier), é de menino que se torce o pepino (ou vice-versa). Um abraço e ademã.

 

Postar um comentário

<< Home