Já estão à venda os novos cartões-postais Resende de ORo

sábado, 27 de maio de 2006

Hou, hou, hou, o Schumi se ferrou!

Finalmente, o vilão Schumacher foi punido por uma das barbaridades cometidas por ele, de tempos em tempos, nas pistas da Fórmula Um. Como alguns se lembram - e eu, particularmente, jamais esquecerei - a carreira de vitórias desse alemão sortudo começou com a morte do Senna, o melhor piloto da história e o único que poderia impedir a sucessão de títulos e de recordes que ele vem conseguindo desde então.

No ano mesmo da maior tragédia do automobilismo brasileiro, Schumacher só foi campeão porque jogou seu carro contra o de Damon Hill, depois de rodar numa curva na última volta da última corrida do campeonato, que seria ganho pelo piloto inglês, caso ele chegasse na frente do intragável germânico. Todos viram que a manobra tinha sido intencional, pura sacanagem, mas ninguém - nem o próprio Damon Hill (que, cá pra nós, era um tremendo banana) contestou, e o alemão safado acabou campeão.

Depois, sempre com os melhores carros e com as melhores equipes (primeiro a Benetton, depois a Ferrari), Schumacher simplesmente passeou nas pistas sem jamais ter lutado com um adversário em igualdade de condições (como aconteceu com Senna em relação a Prost e a Mansell). Além das outras equipes sempre estarem anos-luz atrás das italianas Benetton e Ferrari, não apareceu nenhum piloto tão bom quanto o alemão bandido em todos esses anos. Até chegar o Alonso. Até chegar a Renault.

E hoje, a situação é a seguinte: Fernando Alonso é o atual campeão mundial, tem um carro e uma equipe melhores do que a, até então, imbatível Ferrari e vem se mostrando tão ou mais rápido do que o alemão filho da mãe. Por isso, o cara ficou maluco!! De repente, ele já se esqueceu que tem todos os títulos e todos os recordes que, muito provavelmente, jamais serão batidos e - como aquele principiante que fazia qualquer sujeira para se dar bem nas pistas - comete o absurdo de parar o seu carro atravessado no meio de uma curva de Mônaco para impedir que Alonso (que vinha voando logo atrás) fizesse a pole-position.

Que coisa feia, alemão!! Pra que isso, cara? A explicação só pode ser o instinto de mau caráter que aflora sempre que ele se vê em desvantagem. E o pior de tudo foi ter de ouvir o Galvão Bueno - que idolatra o "Schumi" - duvidar da má intenção do seu ídolo! Pô, Galvão, esperei até agora para ler a notícia da punição do crápula que você diz ser o melhor do mundo (o sacana agora vai largar amanhã em último lugar), só para lhe dizer, em alto e bom som:

Schumi é o cacete!!!

Share

0 Comments:

Postar um comentário

<< Home