Já estão à venda os novos cartões-postais Resende de ORo

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Sensacionalismo global e estadual ocupa a Rocinha


Matéria de Otacílio Rodrigues

Depois do Alemão, foi a vez da Rocinha. O governo do Estado - com o auxílio luxuoso da Rede Globo - montou uma gigantesca campanha publicitária para anunciar outra épica batalha nos morros cariocas dominados por bandidos sanguinários e impiedosos.

O objetivo da ocupação militar seria prender os chefes do tráfico e devolver aos moradores os serviços essenciais (segurança, saúde, educação, coleta de lixo, etc) que toda comunidade necessita para viver com dignidade.

E aí começa o show (ao vivo, com repórteres espalhados pela favela e imagens aéreas) de sensacionalismo global e estadual:

"Tudo pronto para a ocupação da Rocinha, Vidigal e Chácara do Céu" - "A operação contará com 2 mil homens e blindados do Exército" - "Estamos preparados para o que der e vier" - "Ninguém mais entra ou sai da Rocinha a partir da zero hora de hoje" - "Espaço aéreo da Rocinha será interditado durante a ocupação".

Ora, ora, ora! Depois de todos esses anúncios, feitos com semanas de antecedência, alguém acreditava que iria encontrar no morro algum traficante armado com fuzil para enfrentar tanques do exército?

Notícias do front

Segundo o UOL Notícias, apenas cinco suspeitos foram presos durante a ocupação, entre eles, um foragido por assalto à mão armada e um homem com uma motocicleta irregular.

Além disso - também segundo o UOL Notícias -, policiais encontraram nesta segunda-feira uma locadora clandestina que explorava o aluguel de DVDs piratas na comunidade. Mais de 15 mil vídeos foram apreendidos no local. Ninguém foi preso.

E aí, depois da ocupação sem emoção, só resta apelar para as fantasias:

Fantasia nº 1: "Coleta de lixo e outros serviços são retomados em favelas ocupadas. O serviço de água também começou a ser regularizado." (Jornal Hoje)

Ora, ora, ora! O Jornal Hoje não diz que esses serviços só foram interrompidos por causa da ocupação, já que sempre existiram. Taí um trecho de matéria da revista Época que não me deixa mentir:

"A maioria das casas (na Rocinha) é simples, mas a vista é a mesma dos condomínios de São Conrado. Além disso, são casas sem pintura, mas com caixa d'água e antena parabólica. São ruas estreitas, mas com calçamento e carros relativamente novos. Tem tampas de esgoto estouradas, mas tem garis por toda parte. Tem 'gatos' nos postes de luz, mas tem casa de internet access."


Fantasia nº 2: "A Caixa Econômica Federal anunciou que irá abrir agências bancárias na Rocinha e no Vidigal após a ocupação" (Folha.com)

Ora, ora, ora! A Rocinha já tem - há bastante tempo - três agências bancárias: Bradesco, Itaú e a própria Caixa, que inaugurou uma agência na maior favela carioca em 1998, ou seja, 13 anos atrás! O antigo Banerj (comprado pelo Itaú) foi o primeiro banco a abrir agência na Rocinha há quase 20 anos. Será que a Folha não sabe disso?

E por falar em bancos e favelas, no temido Complexo do Alemão já havia uma agência do Santander antes da implantação da UPP em novembro de 2011. Ela foi inaugurada em maio de 2010 e, desde então, sempre funcionou normalmente. Será que o tradicional banco espanhol se arriscaria a instalar uma agência bancária em uma comunidade sem lei, dominada por bandidos?

Portanto, a vida nas grandes favelas cariocas - ao contrário do que alardeia o governo e a imprensa sensacionalista quando lhes é conveniente - costuma ser, na maior parte do tempo, tranquila e segura para os moradores.


A Rocinha, por exemplo, desde 1992 não é mais classificada como favela, e sim bairro. Isso porque, segundo o Rocinha.Org, a comunidade de 70 mil habitantes conta com - além das três agências bancárias já citadas - duas linhas de ônibus, duas rádios, três casas de shows, quatro escolas, uma agência dos correios, três jornais, dois postos de saúde, dois supermercados, uma empresa de ônibus, uma operadora de TV a cabo, um campo de futebol com grama sintética e, até, um teatro.

Fora isso, é comum ver grupos de turistas estrangeiros circulando com valiosas filmadoras e câmeras fotográficas pelas ruas do bairro tendo como segurança apenas o guia da excursão (que, por sinal, não anda armado).


Foto Portal R7


Foto NYTimes

Este é o Favela Tour, roteiro turístico cada vez mais procurado por viajantes de todas as partes do mundo, que desembarcam no Rio ansiosos para conhecer de perto os cenários reais de filmes como "Cidade de Deus" e "Tropa de Elite". Jamais um turista foi molestado por traficantes durante esses passeios. Que o diga o ator americano Ashton Kutcher que esteve na Rocinha recentemente em companhia do apresentador Luciano Huck.


Foto da revista Quem

Não quero, com tudo isso, demonstrar que as UPPs são desnecessárias e que servem apenas a fins políticos/eleitoreiros. Pelo contrário. Acredito que as unidades pacificadoras deveriam ser instaladas em todos os bairros cariocas carentes de policiamento.

Só discordo do drama e do sensacionalismo que precede e sucede as ocupações, que deveriam ser feitas sem aviso prévio, na calada da noite. Aí sim, poderiam haver muitas prisões importantes e, consequentemente, muita notícia verdadeira para estampar as primeiras páginas dos jornais.

Publicado no Resende Afora.

Share

10 Comments:

At 15/11/11 12:22, Anonymous Anônimo said...

Estou de saco cheio com a Rede Globo já. Eu em casa tento sempre encontrar alguma coisa interessante nos outros canais antes de ir para Globo. São oportunistas, sensacionalistas e o pior, quando insistem em querer emplacar algum artista/cantor ou outros na telinha. Odeio demais a ideia deles de manipulação.

 
At 15/11/11 12:24, Anonymous Anônimo said...

Ahh, em tempo, sou a favor de um boicote a Rede Globo.



Sílvio Santos
haiuhaiuhaiuaha
Só pra descontrair

 
At 15/11/11 22:19, Anonymous Anônimo said...

Quanta baboseira... a divulgação da rede globo foi de vital importância para que nenhum tiro fosse dado.. se não houvesse a midia para anunciar, todos seriam pegos de surpresa, ou talvez não soubessem o tamanho da operação e consequentemente poderia sim encarar a polícia achando que tivessem alguma chance de expulsar a polícia... a globo nesse caso foi vital para que nenhum tiro fosse dado e que vidas inocentes não fossem tiradas.

Sensacionalismo é os cambal... melhor isso do que depois vermos noticiários dizendo que inocentes morreram.

A mídia sobrevive e é feita de informação, nada de sensacionalismo isso... engraçado como nego sempre tira lados negativos em casos com um resultado tão significativo como esse.

O importante foi que nessa ação não houve sequer um tiro... sequer uma família irá chorar...a divulgação, evitou e noticiou a todos que a polícia o estado e a população manda no nosso país, e não os bandidos que há anos tinham vida "boa" e se achavam os reis intocáveis do pedaço.

 
At 15/11/11 23:48, Blogger Otacílio Rodrigues said...

Caro anônimo:

Respeito o seu ponto de vista, mas mantenho o meu. Na minha opinião, quem quer prender bandido, não avisa antes para que eles tenham tempo de fugir para outro canto, onde continuarão a ser "os reis intocáveis do pedaço".

O único lugar que não dá coroa a bandido é a cadeia, que continua esperando até hoje os fugitivos do Alemão e, a partir de agora, também os da Rocinha.

Para onde foram todos? Para outras favelas? Para a Baixada? Para a Região dos Lagos? Para o Sul Fluminense? Para Resende?

Por isso, se você não mora na Rocinha, não tem motivo nenhum para comemorar a fuga dos bandidos, já que algum deles pode estar agora bem próximo da sua casa.

Plim Plim!

 
At 16/11/11 10:42, Anonymous Marta said...

Concordo com o Anônimo, tem que ser avisado antes, assim não há confrontos no susto, para quem não sabe, 60% dos bandidos nas favelas não são nem conhecidos... pois a polícia não subia lá para investigar... grande parte não tem nem registro policial, os conhecidos são os grandões que são citados em processos fora do rio... ou que por algum motivo já foram pegos anteriormente.

Para a polução em geral esta forma de pacificação é a correta, pois assim ninguém sai machucado, vidas inocentes não são tiradas.

O mais importante é desarticular, eles enfraquecidos não poderão exercer o reinado que exerciam dentro da favelas... enfraquecidos e longe da fortaleza eles ficam fracos e a mostra... muito mais fácil de serem capturados.

O governo em conjunto com a mídia que divulga, exerceu um excelente serviço... prova disso é que nenhum tiro sequer foi desparado... nenhuma vítima... um arsenal foi encontrado... drogas prendidas...e bandidos presos...dentre eles os 4 dos 6 principais bandidos da rocinha... inclusive o chefão de lá.

Portanto.. temos que parar de ficar reclamando... sei perfeitamente que muitos torciam para que os bandidos revidassem... que houvesse uma carnificina, mais graças a Deus isso não ocorreu.

Parabéns ao governo do estado a população que bem contribuindo e principalmente a midia por exercer um papel importante nesse avanço do estado em áreas que antes eram dominadas pelo tráfico.

E parem de reclamar de tudo, ao invés de criticar, procurem algo social para fazer para o nosso país... nunca nada esta bom.... mesmo com o sucesso que esta operação fez.

Parem de ser hipócritas a ponto de achar que seria melhor ter tido tiroteio... afrontamento...

Se querem ver briga...tiroteio... aluguem filmes... existem milhares nas locadoras.

 
At 16/11/11 13:48, Anonymous Weber said...

A única diferença da Globo em relação às outras emissoras (Band, SBT, Record, ...) é que ela tem muito mais recursos técnicos e humanos para explorar a notícia. A forma e o conteúdo da divulgação foi exatamente o mesmo.

 
At 16/11/11 14:07, Blogger Otacílio Rodrigues said...

Querida Marta:

Em nenhum momento, eu disse que esperava ver uma guerra sangrenta na Rocinha, com centenas de mortos, muitos deles inocentes. A ocupação policial poderia ser feita sem aviso prévio e, mesmo assim, sem um único tiro.

Para isso, bastaria subir o morro com todo o aparato utilizado na operação (milhares de homens, tanques, blindados, caveirões, etc) e hastear a bandeira do Bope na sede da UPP.

Você acha que os traficantes iriam reagir à essa ocupação pacífica? Duas centenas, no máximo, contra dois mil soldados do Bope e do Exército?

A diferença - e esse parece ser o ponto que você e o Anônimo não entenderam - é que depois da ocupação, os bandidos ainda estariam no morro, prontos para se entregar ou tentar fugir (e aí, serem pegos, um a um, dois a dois, três a três...).

Parêntese: Se você sorriu quando leu "prontos para se entregar", posso lhe dar uma dica: leia a entrevista que o Nem (o chefão da Rocinha) deu para a Ruth de Aquino (editora da revista Época) poucos dias antes de ser preso (o link é este: http://revistaepoca.globo.com/tempo/noticia/2011/11/meu-encontro-com-nem.html) Fim do parêntese.

Ao final de alguns dias (ou algumas semanas), a missão estaria cumprida: favela ocupada e bandidos presos. E tudo sem o pré-carnaval sensacionalista da imprensa que - não se engane, Marta - sempre torce pelo pior. Quanto mais sangue, mais jornal vendido e mais audiência no Ibope das tevês.

Quanto a alugar filmes violentos, não aconselho ninguém a gastar dinheiro em locadoras. Os melhores (ou piores, dependendo do gosto do freguês) sempre passam de graça na Globo nas noites de sábado, domingo e segunda.

Plim Plim!

 
At 16/11/11 20:51, Anonymous Marta said...

quá quá quá...conta inocência achar que entrar a força seria a melhor solução... mesmo com os resultados finais que estão ai, para todos verem... continuo dizendo, se quer ver carnifisina alugue um filme do gênero, talvez isso mate a vontade.

Quá Quá Quá

 
At 16/11/11 21:38, Blogger Otacílio Rodrigues said...

Parece que você não leu a minha resposta, Marta, principalmente a parte final, onde falo dos filmes exibidos na sua querida Globo...

Leia tudo de novo, bem devagarinho, e depois me diga o que não entendeu.

Terei o maior prazer em tirar suas dúvidas, uma a uma, sem disparar um único tiro.

Um abraço e volte sempre!

 
At 16/11/11 23:22, Anonymous Anônimo said...

Meus amigos, entendo que é discutível essa questão de anunciar ou não a operação. Mas uma coisa é indiscutível, a rede Globo é brincadeira, se ela quer emplacar alguém como artista ela lança o maldito em todos os programas. Boicote a Globo. Esses que defenderam aí, devem trabalhar nas filiais aqui da região só pode.

Silvio Santos
Há Haiiii

 

Postar um comentário

<< Home