Já estão à venda os novos cartões-postais Resende de ORo

terça-feira, 7 de maio de 2013

O estranho caso de Afif Domingos




Se é possível você se opor ao PT durante toda sua trajetória política, tornar-se vice-governador de São Paulo na chapa do governador eleito pelo PSDB para depois, às vésperas de novas eleições, passar para o lado do PT em troca de um ministério inventado em cima da hora unicamente para abrigá-lo, daqui para frente tudo no seu ramo deverá será visto como algo natural.

Se não natural pelo menos incapaz de causar espanto. Afif Domingos acumulará as funções de vice-governador de São Paulo com as de ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa. Servirá a dois governos comandados por partidos adversários. Para não assumir o governo de São Paulo caso Alckmin viaje ao exterior, será obrigado a deixar o país. Já disse que o fará.

Por que Afif não renuncia ao cargo de vice-governador? Resposta dele: porque nada o impede de continuar no cargo. Afif seguirá desfrutando das vantagens, benefícios e comodidades que lhe oferece o cargo de vice-governador? Ou abrirá mão delas em favor das vantagens, benefícios e comodidades que lhe garante o cargo de ministro? Ele ainda nada disse a respeito.

Como vice-governador, Afif tem acesso a informações sobre São Paulo de natureza confidencial. Quem garante que não as compartilhará com Dilma Rousseff, sua nova patroa? Afinal, ela é a presidente da República. Deve ser bem informada. Affif fará questão de receber os salários de vice e de ministro de Estado? Ou abrirá mão de algum deles?

Editado e publicado no Resende Afora.

Share

2 Comments:

At 9/5/13 20:30, Anonymous Anônimo said...

tudo farinha do mesmo saco e galinhas do mesmo ovo ...e o povo..ó...

 
At 30/5/13 23:50, Blogger Otacílio Rodrigues said...

Tem toda razão, grande Roberto!

 

Postar um comentário

<< Home