Já estão à venda os novos cartões-postais Resende de ORo

segunda-feira, 25 de julho de 2005

A importância dos comentários

Quando iniciei o Resende Agora - há quase cinco meses -, fiquei preocupado com o número ínfimo de comentários que o blog vinha recebendo. A pergunta que eu me fazia era: será que os meus posts são tão desinteressantes que ninguém se anima a comentá-los? Depois imaginei que uma maior audiência poderia resolver o problema e passei, então, a enviar avisos (via e-mail) de novidades no blog a pessoas que, de certa forma, me permitiam essa liberdade. A audiência (auferida pelos contadores de visitantes) aumentou bastante, mas os comentários continuavam restritos aos que eu chamava de "meus três fiéis leitores".

Daí, resolvi criar um outro site - o Dezmais! - conectado ao RA para estimular o debate, através de listas dos dez melhores (ou maiores ou mais desejados etc) em diversas categorias (filmes, livros, discos, entre outras). Resultado: nenhum comentário até agora. E a preocupação aumentava à medida que eu constatava os altíssimos números registrados nos blogs do Noblat, da Cora Rónai, do Soares Silva e dezenas de outros que eu freqüento diariamente. Só para dar um exemplo, o Blog do Noblat comemorou outro dia o recorde de 1.182 comentários em um único dia!

Mas, de repente (não mais que de repente), a minha preocupação deixou de existir. Foi quando eu constatei que a grande maioria dos comentários postados no Noblat eram de pessoas que estavam ali só para tumultuar o blog, falando de coisas que não tinham nada a ver com o assunto em questão e repetindo inúmeras vezes o mesmo post (boa parte deles, por sinal, recheados de cabeludíssimos palavrões). Já no blog da Cora - o Internetc -, descobri que a freqüencia maior é de parentes e amigos de longa data, que aproveitam o espaço dos comentários para trocar informações sobre tudo, desde receita de bolo e rações para gatos até o que fazer quando o monitor do computador deixa de funcionar. Ontem mesmo, deixei um comentário no botão embaixo de uma foto do Millôr (falando sobre a entrevista dele no Almanaque) e acabei perdido no meio de posts que discutiam o lançamento de um novo modelo de celular com câmara fotográfica (onde comprar, quanto custa, vantagens e desvantagens das linhas Tim e D500 e por aí afora). Me senti um intruso numa reunião familiar!

Diante disso, acho que não posso reclamar muito da falta de comentários, se bem que quando eles são pertinentes, dão um gás danado para os solitários administradores de blogs. É bom saber que estamos sendo lidos, que todo o nosso esforço para oferecer um produto de qualidade não é em vão. Por isso, animem-se!! Enviem os seus comentários - parentes, amigos, anônimos ou desconhecidos (que logo se tornarão íntimos) - e ajudem este blog que fala pelos cotovelos a aumentar, cada vez mais, o nível do debate na infinita rede.

Share

1 Comments:

At 25/7/05 15:22, Anonymous Anônimo said...

Otacílio.
Foi bom você comentar isto no seu blog, é um assunto quenos intriga... heheheh.
bem, mas acredito que muitas pessoas não sabem que podem deixar um comentário, nem como fazê-lo.
Seria legal dar o passo a passo para que as pessoas percam o medo...
além do seu blog, visito diariamenteo do escritor Santiago Nazarian, que dificilmente passa dos 20 recados por comentário.
abraço
lu gastão

 

Postar um comentário

<< Home