Já estão à venda os novos cartões-postais Resende de ORo

quarta-feira, 10 de agosto de 2005

Final feliz

Neste exato momento (20h16m), declaro vencida a batalha contra os vírus que infectaram o meu inocente e desprotegido computador. Ufa! Ufa! Sinceramente, achei que, dessa vez, só chamando o técnico!

Mas como na Internet tem resposta pra tudo (e o Google acha todas elas), fui juntando um quebra-cabeças de sugestões e dicas de internautas (postadas em diversos fóruns especializados no combate a pragas virtuais) até chegar à vitória final.

Consegui reinstalar a indispensável Barra Uol (que o malvado vírus tinha substituído por uma outra cheia de más intenções) e posso dizer a vocês, amigos do RA - agora que tudo está funcionando como antes (e quando acabo de ver a lua em quarto-crescente pela janela) -, que esta é uma noite verdadeiramente especial.

E vejam se não tenho razão: em busca de ânimo para enfrentar a dura batalha contra os vírus, desenterrei um antigo CD do Creedence Clearwater Revival que não ouvia há um bom tempo. E a lua no céu e o rock básico do Creedence acabaram me transportando para o distante paraíso de Fernando de Noronha.

Corria o ano da graça de 1985, quando fui convidado por um querido amigo de adolescência - naquela época, 2º Tenente da Aeronáutica e único dentista do arquipélago - a passar 15 dias de férias naquele que viria a ser, anos mais tarde, um dos mais badalados destinos turísticos do país.

Depois de uma semana de muito forró no Pau do Meio (o clube popular dos noronhenses), resolvemos dar uma festa em casa. Cézar (o amigo dentista) convidou os conhecidos, abrimos portas e janelas, e o som do Creedence se espalhou pela ilha iluminada apenas pela luz da lua. Impossível esquecer de "Travelin' Band" tocada e repetida inúmeras vezes no volume máximo do potente (para a época) "aparelho de som" doméstico...

Momentos especialíssimos como este sempre nos dão força pra seguir em frente quando parece que não há mais nada a fazer. Por isso, caríssimos internautas, acabo de chegar à conclusão que o melhor antídoto contra vírus (e pragas de qualquer espécie) é um coquetel formado por amigos inesquecíveis, boa música, belas lembranças e a visão da lua no céu.

Share

4 Comments:

At 11/8/05 09:59, Anonymous acacio alves pinto said...

Oi, Cilim.
Parabéns pela merecida vitória sobre o indigitado virus. Ainda bem que você teve a indispensável ajuda da Internet, a música que fez você se lembrar do nosso caro Cézar "Leão", em Fernando de Noronha e, ainda, da amiga lua iluminando aquele paraiso terrestre (que só conheço através de suas incríveis fotos).
Isso tudo para afirmar com convicção que continuaremos a receber seus fotologs legais e, principalmente, gratuitos.
Praza Deus que essa perspectiva dure por muito tempo ainda.
Abraços.
Acácio

 
At 11/8/05 12:51, Anonymous cilim said...

Isso, isso, isso! Como dizia o grande Abd Allah Ibn Yasin, fundador da dinastia dos Almorávidas, agora é bola pra frente!

 
At 11/8/05 16:40, Blogger Lu Gastão said...

Otacílio.

ontem teve combate aqui também contra vírus indesejáveis.
Existe vírus desejável?
bem. acho que vencemos por alguns momentos a batalha.
até a p´roxima.
abraço
lu gastão

 
At 11/8/05 17:18, Anonymous otacilio said...

Pois é, Grande Lu. Não disse outro dia que blogueiros unidos jamais serão vencidos? Como dizia Mao Tsé Tung em seu livrinho vermelho: morte aos vermes imperialistas!
Grande abraço.

 

Postar um comentário

<< Home