Já estão à venda os novos cartões-postais Resende de ORo

quarta-feira, 22 de março de 2006

Lendo a Veja

Coração de mãe

Desde que se tornou governador de Alagoas, em 1999, o engenheiro Ronaldo Lessa já promoveu três reformas administrativas. Em todas, inchou a estrutura do governo para "melhorar o serviço público". Hoje o estado tem 41 secretarias. Se esse modelo fosse implantado no governo federal, não haveria, em Brasília, prédios suficientes para abrigar todos os ministérios. Confira:

Alagoas tem 102 cidades e 41 secretarias (uma para cada 2,5 municípios). Se a mesma média fosse aplicada em outros lugares, São Paulo teria 259 secretarias, Minas teria 343 secretarias e o Brasil teria 2.210 ministérios!

A ironia da história

Do colunista André Petry sobre o escândalo do caseiro: "O partido (PT) com fortes raízes populares elege o primeiro presidente saído das camadas populares e, para manter o governo em pé, precisa calar e desmoralizar uma testemunha do povo".

Triste futuro

Um bebê brasileiro já nasce devendo 5.400 reais. E a cada ano de vida, ele pagará 900 reais de juros da dívida pública, que já ultrapassa a inimaginável quantia de 1 trilhão de reais.

Tremenda curtição

Do colunista Roberto Pompeu de Toledo: "A Presidência voltou a ser uma festa para Lula. Não há casa em Brasília, desgraça de ministro ou aflição de marqueteiro que lhe tire a grande curtição que para ele é ser presidente".

A salvação da humanidade

Do grande Millôr: "A proliferação de milhões de grupos religiosos resultou em diversas guerras, ao passo que os descrentes nunca saíram de suas poltronas para defender a fundamentação filosófica de sua descrença. Assim, proponho que da Constituição brasileira faça parte um item absolutamente inédito, defendendo uma liberdade fundamental, na qual se baseia a salvação da humanidade: A LIBERDADE DA DESCRENÇA".

Share

0 Comments:

Postar um comentário

<< Home