Já estão à venda os novos cartões-postais Resende de ORo

sábado, 1 de julho de 2006

Tanto mar

Chico Buarque de Holanda*

Sei que estás em festa, pá
Fico contente
E enquanto estou ausente
Guarda um cravo para mim

Eu queria estar na festa, pá
Com a tua gente
E colher pessoalmente
Uma flor do teu jardim

Sei que há léguas a nos separar
Tanto mar, tanto mar
Sei também quanto é preciso, pá
Navegar, navegar

Lá faz primavera, pá
Cá estou doente
Manda urgentemente
Algum cheirinho de alecrim

* Letra original, vetada pela censura; gravação editada apenas em Portugal, em 1975; publicada hoje no Blog do Noblat (link nos Favoritos do RA).

Share

0 Comments:

Postar um comentário

<< Home