Já estão à venda os novos cartões-postais Resende de ORo

sábado, 15 de outubro de 2011

Faxineira da Dilma detona mais um ministro


Texto de Otacílio Rodrigues

Na edição que chegou hoje às bancas, a revista Veja denuncia um esquema de desvio de verbas governamentais operado pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB) e que funcionava dentro do Ministério do Esporte, em Brasília.

O mais grave nessa história é que o ministro Orlando Silva - titular da pasta - é apontado como mentor e beneficiário do esquema, tendo, inclusive, recebido remessas de dinheiro vivo na garagem do próprio ministério.

Quem denuncia é Célio Soares Pereira, um dos integrantes do grupo que controlava a arrecadação paralela entre diversas ONGs (sempre elas) agraciadas com os convênios do Segundo Tempo, programa criado pelo governo federal para incentivar crianças carentes a praticar atividades esportivas.

Célio, que prestava todo tipo de serviço para o grupo, conta como aconteceu uma entrega de dinheiro a Orlando Silva no final de 2008:

"Eu recolhi o dinheiro com representantes de quatro entidades aqui do Distrito Federal que recebiam verba do Segundo Tempo e entreguei ao ministro, dentro da garagem, numa caixa de papelão. Eram maços de notas de 50 e 100 reais."

O policial militar João Dias Ferreira - outro dos cinco integrantes do grupo presos no ano passado e que revelou agora todo o esquema para a Veja - calcula que foram desviados mais de 40 milhões de reais nos últimos oito anos.

Com isso, o DELEM (Departamento de Limpeza da Esplanada dos Ministérios) - que é formado, além da revista Veja, pelos jornais Folha de São Paulo e O Estado de São Paulo -, põe na mira da Dilma mais um ministro a ser defenestrado.

Só resta à presidente - como sempre, aliás - apertar o gatilho da demissão, pois todo o trabalho de apuração e denúncia já foi feito pela imprensa, a real faxineira do seu enlameado governo.

Para ler a matéria da Veja, entre aqui.

Publicado no Resende Afora.

Marcadores:

Share

0 Comments:

Postar um comentário

<< Home