Já estão à venda os novos cartões-postais Resende de ORo

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

'Sinto muito orgulho de ser argentino'


Rei Leo

Lionel Messi é o melhor jogador de futebol do mundo - possivelmente o melhor de todos os tempos. Então, porque seus compatriotas não o amavam?

Trechos da matéria de capa do último número da revista Time:

Sobre como Messi se sentia quando era criticado por seus compatriotas ao jogar na Seleção Argentina:

- Isso me machucava, me incomodava. Porque eles diziam coisas que não eram verdadeiras - que eu não achava importante vestir a camisa (argentina). E eu não sentia isso, não pensava isso. Agora, acho que as pessoas lá entendem que são times diferentes e que eu tento jogar na Seleção da mesma maneira que jogo no Barcelona, sempre fazendo o melhor que posso.

Sobre a sua forte identificação com a Argentina, mesmo tendo vivido em Barcelona desde os 12 anos de idade:

- Eu nunca deixei de ser argentino, e nunca quis deixar de ser. Sinto muito orgulho de ser argentino, mesmo tendo deixado o meu país. Sempre tive isso muito claro para mim desde muito jovem e nunca quis mudar. Barcelona é a minha casa porque o clube e as pessoas aqui me deram tudo o que tenho, mas não deixarei de ser argentino.

Sobre porque sente que seus compatriotas, finalmente, estão mais calorosos com ele:

- Você nota a afeição que as pessoas têm por mim pelo o que elas dizem na televisão. Antes, havia muitas críticas e tudo era ruim. Agora não é mais assim. Isso é muito bom porque em todos os países onde vou, sempre fui muito bem recebido, e no meu próprio país isso não acontecia.

Traduzido, editado e publicado no Resende Afora.

Share

2 Comments:

At 1/2/12 22:36, Anonymous Anônimo said...

Possivelmente o editor não conheceu Pelé. Limita-se ao presente. Messi é realmente o melhor, atualmente, assim como foram Ronaldinhos, Maradona, Zidane e outros grandes jogadores. Entretanto, ao analisar o histórico de feitos ao longo de muitos e muitos anos, Messi tem de produzir bastante para igualar-se. Some-se a isso as diferentes épocas e locais de atuação. Pelé destacou-se, no país do futebol sem a ajuda que o poder econômico, hoje, favorece na formação do timaço do Barcelona; quando na seleção argentina, o buraco já é mais embaixo; e Pelé? Com a bola mais pesada e muita pancadaria aceita pelas arbitragens antigas, destacou-se aqui e internacionalmente.

 
At 8/2/12 16:04, Blogger Otacílio Rodrigues said...

Também acho que ainda falta muito para Messi ser considerado o melhor jogador de todos os tempos.

 

Postar um comentário

<< Home