Já estão à venda os novos cartões-postais Resende de ORo

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Da série 'Onde tem desgraça, tem brasileiro'

Da Folha de S.Paulo

A empresária brasileira Patricia Paes, 37, mora há 18 anos na região de Oklahoma City, que foi atingida pelo tornado da última segunda-feira. Ela relata os momentos de desespero que sofreu para tentar atravessar o temporal dirigindo seu carro, guiada pelo marido via celular, até chegar em casa, onde estava sua filha Stella, de quatro meses.

"O sistema de meteorologia de Oklahoma já havia avisado, dias antes, que para aquela segunda-feira havia grandes chances de formação de tornado. Só restava saber onde seria.

Na hora do almoço, recebi uma ligação do meu marido avisando que as nuvens estavam se concentrando e que poderiam chegar à região do escritório da Câmara de Comércio do Sul de Oklahoma City, onde eu estava.

Normalmente o caminho até a minha casa leva 30 minutos. Eu teria de atravessar a cidade do extremo sul ao extremo norte.

A trajetória, no entanto, foi bem mais longa. Em pouco tempo, os ventos fortes se transformaram em um temporal de granizo. Os carros se abrigavam embaixo dos viadutos. Eu tive medo de que as pedras, de tão grandes, quebrassem o vidro, mas tomei a decisão de seguir dirigindo.

No fim, cheguei em casa a tempo de ver as primeiras imagens devastadoras na TV. O que mais impressionou é que o que eu estava vendo em pedaços eram os prédios de uma região que conheço tão bem. Abracei a Stella, chorei e agradeci."

Para ler a matéria completa, entre aqui.

Editado e publicado no Resende Afora.

Share

0 Comments:

Postar um comentário

<< Home