Já estão à venda os novos cartões-postais Resende de ORo

sexta-feira, 31 de agosto de 2007

Após fracasso, governo sepulta Primeiro Emprego

Da Folha Online

Após quatro anos de fracassos sucessivos, o programa Primeiro Emprego, uma das principais bandeiras da campanha eleitoral de 2002, será sepultado oficialmente pelo governo Luiz Inácio Lula da Silva. O programa, que dá vantagens a empresas que ofereçam vagas a jovens de 16 a 24 anos, foi excluído do projeto do PPA (Plano Plurianual) 2008-2011, que irá hoje ao Congresso. Como o PPA orienta os Orçamentos a cada quadriênio, não haverá mais verba para o Primeiro Emprego a partir de 2008.

Segundo o Ministério do Planejamento, o governo concluiu que o diagnóstico que embasava o programa, segundo o qual as empresas não contratam iniciantes por falta de incentivo, estava errado. "Num segundo momento, vimos que o problema era a qualificação dos jovens", disse o secretário de Planejamento e Investimentos Estratégicos, Afonso Oliveira.

Concebido para ser o segundo programa social mais importante do governo - atrás só do também extinto Fome Zero, substituído pelo Bolsa Família - e apresentado como principal iniciativa contra o desemprego, o Primeiro Emprego foi lançado em junho de 2003.

"Estamos dando, hoje, um passo excepcional para resolver um dos problemas mais graves que o Brasil vive", discursou Lula no Planalto, na época.

O interesse das empresas, porém, ficou abaixo das expectativas do governo. Em março de 2004, o sistema eletrônico de acompanhamento dos gastos federais registrava um único beneficiário, um jovem contratado como copeiro por um restaurante de Salvador.

Pitaco do RA: O dado concreto é de que nunca na história desse país tantos programas governamentais "importantes" foram para o ralo por absoluta falta de consistência e excesso de demagogia.

Share

0 Comments:

Postar um comentário

<< Home