Já estão à venda os novos cartões-postais Resende de ORo

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

A confusa adolescência de um Beatle


Filme sobre John Lennon encerra festival de cinema de Londres

Do Portal G1

O festival de cinema de Londres termina nesta quinta-feira (29) com a première mundial de Nowhere boy, sobre os anos rebeldes da adolescência de John Lennon e sua relação complicada com a mãe e a tia antes da formação dos Beatles.

Marcando a estreia na direção da videoartista Sam Taylor-Wood, o filme traz Aaron Johnson no papel do revoltado e confuso Lennon, que não entende por que sua mãe, Julia, o deixou vivendo com sua tia Mimi quando ele era pequeno.

O filme traça um contraste com sua tia rígida e conservadora, representada por Kristin Scott Thomas, e sua mãe descontraída e divertida (Anne-Marie Duff), que o incentiva a ouvir rock'n'roll e o ensina a tocar banjo.

Indagada sobre a fidelidade do relato que fez da adolescência complicada do grande astro, Taylor-Wood disse à rádio BBC:

"Frequentemente existem várias versões da verdade. Talvez se você tivesse falado com Mimi ela tivesse apresentado uma versão, e Julia, a mãe de Lennon, tivesse dado outra. Na medida do possível, acho que meu filme está bastante próximo da verdade."

Ela confessou também que tratar de um tema tão reverenciado quanto John Lennon em seu primeiro longa-metragem foi um pouco assustador. "Acho que embarquei nessa com alguma ingenuidade", disse a diretora de 42 anos.

Dívida

O roteiro foi escrito por Matt Greehalgh, elogiado pelo roteiro que criou para outra cinebiografia de uma figura do rock: "Controle - A história de Ian Curtis", sobre a vida e a morte do vocalista do Joy Division.

Greenhalgh disse que foi a Liverpool, no norte da Inglaterra, e visitou o bairro onde Lennon cresceu, além do salão da igreja St. Peter's, que ficou famoso por ser o lugar onde Lennon e Paul McCartney se conheceram.

Sua história relata os meses de formação dos Beatles e termina com a banda prestes a embarcar para Hamburgo, uma das primeiras escalas no percurso que a levaria a tornar-se o nome mais bem-sucedido da história do pop.

Conhecida principalmente por suas videoinstalações e por uma série de celebridades que foram seus temas e são seus amigos, Taylor-Wood resolveu dirigir um longa-metragem graças ao incentivo do falecido diretor Anthony Minghella.

"Ele me deu a confiança necessária porque acreditava realmente que eu fosse capaz de fazê-lo, e me disse isso", afirmou ela.

A sessão de gala de "Nowhere boy" encerra a edição 2009 do festival de cinema de Londres, que durou 16 dias e destacou cerca de 200 longas.

Share

0 Comments:

Postar um comentário

<< Home