Já estão à venda os novos cartões-postais Resende de ORo

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Primeiro computador pessoal faz 30 anos hoje


Do Portal G1

Nesta sexta-feira é comemorado o aniversário de 30 anos da estreia do primeiro computador pessoal. Em 12 de agosto de 1981, a IBM divulgou no hotel Waldorf Astoria, em Nova York, o famoso 5150 PC (foto acima).

A necessidade de se adiantar frente a rivais como Apple, que estrearam seus protótipos nos anos 1970, levou a IBM apostar na terceirização dos sistemas a empresas como Intel e Microsoft, em vez de investir em seu desenvolvimento.

A versão básica do primeiro PC (personal computer), que chegou ao mercado custando US$ 1.565, dispunha de uma memória RAM de 16 kilobytes - para se ter uma comparação, o iPhone 4 tem uma capacidade 32 mil vezes superior.

Além da ausência de portas para disquete e disco rígido, O "5150 PC" também não vinha com monitor, que era vendido à parte. Mas era possível conectá-lo à televisão através de um cabo fornecido pelo fabricante.

Editado e publicado no Resende Afora.

Share

2 Comments:

At 13/8/11 11:05, Blogger Gianni said...

Comparar memória de máquinas antigas com atuais pouco diz. Talvez alguns irão rir esquecendo que as máquinas atuais ficarão obsoletas também. O que vale é a variedade de tarefas que faziam com esses 16 kbytes somados às limitações. Memória hoje sobra e não é problema. Mas programadores dessa época tiravam leite de pedra, sabiam programar na raiz do microprocessador e aproveitavam qualquer sinal elétrico dos chips dessas máquinas, coisa que hoje quase ninguém sabe fazer já que existem programas fastfood para criar programas. Dê a algum programador 4 ou 8 kbytes e peça para criar algum jogo parecido com o do Atari usando somente essa memória? Muitos dirão que é impossível. Abs!

 
At 13/8/11 13:31, Blogger Otacílio Rodrigues said...

Tem toda razão, grande Gianni! Sem a genialidade - e o trabalho duro - dos pioneiros da informática, não estaríamos hoje aqui cercados de maravilhas eletrônicas, como os tablets e os smartphones que, dizem, irão aposentar em breve os desktops, a única herança visível dos velhos tempos do DOS e dos monitores de fósforo verde.

 

Postar um comentário

<< Home