Já estão à venda os novos cartões-postais Resende de ORo

sábado, 17 de setembro de 2011

Do jeito que a Veja gosta


É tiro e queda: junte uma celebridade a qualquer um desses assuntos - morte por overdose, doenças graves (Aids, câncer, etc) ou dependência química - e o resultado imediato será uma capa da Veja.

No caso do Reynaldo Gianecchini, demorou um pouco porque faltava uma foto impactante, daquelas que mostram o sujeito debilitado, "lutando contra a morte", para justificar a costumeira manchete sensacionalista e cruel.

Vem sendo assim desde a morte de Elis Regina, passando por Cazuza, Cássia Eller e, mais recentemente, por Fábio Assunção (só para citar alguns dos exemplos mais conhecidos).

E como tem muita gente que gosta, Veja não hesita um segundo na hora de explorar a desgraça alheia para garantir um substancial aumento nas vendas.

Publicado no Resende Afora.

Share

0 Comments:

Postar um comentário

<< Home